Ultimo Video

FireBoard
Boas Vindas, Visitante
Por Favor Entrar ou Registrar.    Recuperar senha?
Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS (1 visualizando) (1) Visitante
Ir para baixo Favorito por: 0
TÓPICO: Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS
#34
UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS 5 Anos, 8 Meses atrás  
A Estatuinte é uma boa hora para se debater a Paridade na UFT.
A UFT democrática foi interrada por grupos que pensan que a Universidade é formada só por uma classe de pessoas e baseada em leis que não se aplicam na realidade atual.
O que acha de todos participarem dos rumos da Universiade de forma democrática?
 
Logado Logado  
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
#35
Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS 5 Anos, 8 Meses atrás  
onde interrada leia-se enterrada. Universiade leia-se Universidade. obrigado.
 
Logado Logado  
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
#36
Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS 5 Anos, 8 Meses atrás  
Em tempo esta abordagem: ...
 
Logado Logado  
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
#38
Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS 5 Anos, 8 Meses atrás  
Prezados amigos acadêmicos - professores, discentes e técnicos-administrativos - a discussão ampla e direta sobre a distribuição e decisões na universidade pode e deve ser repensada levando em consideração a paridade de decisões, contanto que as competências e setores em que se divide a universidade respeitem as dinâmicas de ação e participação dos diferentes segmentos da comunidade acadêmica.
Em outras palavras, as decisões podem e devem ser horizontalizadas no interior das categorias - paridade interna -, mas no que diz respeito as relações entre as diversas hierarquias devemos pensar paridades que respeitem as dinâmicas de cada categoria - paridade para determinados órgãos e/ou unidades da administração.
Caros amigos acadêmicos são idéias a discutir estamos entre o permanente e o transitório.
Dimas
 
Logado Logado  
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
#39
Daniel de Freitas Nunes ()
Daniel de Freitas Nunes
Usuários Offline Clique aqui para ver o perfil deste usuário
Sexo: Masculino daniel.1289@hotmail.com Localização: Porto Nacional-TO Data de Nascimento: 1989-12-01
"Democracia" na UFT? 5 Anos, 8 Meses atrás  
Bem desde que entrei nessa universidade ouço um discurso uniforme que apresenta nossa universidade como uma instituição democrática. Agora pergunto: Podemos chamar de democrática uma universidade onde as eleições para os colegiados superiores são censitárias como na época do império onde o imperador apenas outorgava leis? Apesar do critério de votação não ser o economico, a eleição não deixa de ser censitária. De certa forma as diretrizes que orientam nossa univerdidade também são apenas outorgadas, outorgadas por apenas uma classe, a dos docentes. Portanto a todos que quandro entrarem em sala, ou no corredor da nossa universidade ouvir falar de democracia na universidade, lembre-se, ainda mantemos um sistema eletivo censitário. Portanto, a paridade dever ser uma das principais bandeiras de luta dos estudantes da UFT.
 
Logado Logado  
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
#53
Re:UFT DEMOCRÁTICA - DECISÕES POR TODOS 5 Anos, 7 Meses atrás  
Caros colegas,

Acredito que a universidade tem um papel fundamental na propagação de princípios democráticos, tão fundamentais para a sociedade brasileira. Contudo, enquanto ela própria executa esse nobre papel, percebemos contradições evidentes no aparelho democrático de seu funcionamento. Tais contradições ocorrem, não por má vontade de A ou de B, ou de categoria C ou D, mas devido devido a Lei Federal 9394/96, em seu parágrafo único do artigo 56.

A lei informa que: "Em qualquer caso, os docentes ocuparão setenta por cento dos assentos em cada órgão colegiado e comissão, inclusive nos que tratarem da elaboração e modificações estatutárias e regimentais, bem como da escolha de dirigentes."

A Paridade é uma luta legítima e importante para as categorias mais desprivilegiadas da UFT: os técnicos-administrativos e os discente; assim como para a saúde democrática da instituição Muitas vezes, pela força que temos nos Conselhos, nossa participação é simbólica, para não dizer folclórica. Talvez seria melhor discutirmos também a participação universal (o voto universal) das categorias, quem sabe.

Entretanto pessoal, gostaria de trazer à tona o contexto da Lei a qual me referi no primeiro parágrafo. Sei que minhas palavras podem soar como vindas de um docente e até ser provável que eu seja criticado por meus pares, mas é fato que uma composição fora dos princípios - infelizes, por sinal - da 9394/96, poderia dar margem à questionamentos judiciais sérios contra a universidade. A UFT então, poderia então ganhar ou perder,de acordo com a interpretação do magistrado que apreciasse a peça. É um risco que correríamos.

Quero deixar bem claro que sou favorável à Paridade e lutarei por ela em todas as instâncias da Estatuinte, caso seja esse o intento de nossos estudantes. Ainda mais por entender que somos promotores e co-autores do crescimento dessa instituição pública tão importante como a UFT.

 
Logado Logado  
 
Felipe Albuquerque
Acadêmico de Ciência da Computação
Representante Discente no Conselho Universitário
  O administrador desabilitou acesso publico para escrita.
Ir para cima